Muitas risadas e lembranças da infância em "Jumanji - Bem-vindo à Selva"


Uma das lembranças divertidas que tenho da minha infância é, sem dúvidas, "Jumanji" e Robin Willians bem perdido depois de tanto tempo dentro do jogo de tabuleiro. Eu sempre amei coisas interativas, daquelas que a gente se sente mesmo dentro do ambiente retratado, e a ideia de um jogo que permitisse isso era simplesmente demais. Hoje em dia alguns privilegiados já tem acesso a coisas bem próximas a isso, como os óculos de realidade virtual. Mas, naqueles anos 90, isso me parecia bem impossível.

Em "Jumanji - Bem Vindo à Selva", quatro jovens na detenção da escola se deparam com um videogame velho. Eles resolvem dar uma pausa no que estão fazendo e jogar uma partidinha daquele game, que se passa em uma floresta. Cada um escolhe seus personagens e, voilá, na hora de dar o play, acontece aquilo que todos nós imaginávamos: eles são engolidos pelo jogo. Lá, em uma verdadeira selva perigosa (as cenas foram gravadas no Havaí), cada um assume a aparência física do personagem escolhido. E é aí que a coisa começa a ficar MUITO engraçada. Jack Black, por exemplo, fica com a personalidade de uma menina super patricinha e mimada (e faz isso da maneira mais hilária possível. Ele rouba a cena de verdade!). Já Dwayne Johnson vive o rapaz até então magrelo e sem grandes atributos físicos e que, do nada, tem os maiores músculos já vistos.

O longa vai seguindo mesmo os princípios de um jogo de videogame, com fases, personagens fixos, número limitado de vidas, histórias que se repetem... Quem está familiarizado com este universo (todos nós estamos minimamente, né?) vai pegar as referências de cara e rir ainda mais! E, assim como no "Jumanji" original, eles precisam terminar o jogo e vencer todas as etapas, senão ficarão presos ali para sempre.

O filme é um verdadeiro pipocão mesmo, daqueles pra gente sentar no sofá, estilo Sessão da Tarde, e rir muito do início ao fim. Ele não pretende marcar uma geração, como o original, mas é uma verdadeira homenagem. Quem foi daquela época vai sorrir com boas lembranças. :D (E, de quebra, ainda tem o Nick Jonas bem gato pra dar aquela alegria aos nossos olhos...)


#Filmeseséries

Posts em breve
Fique ligado...
Foto Sandro_2_edited.jpg

Manu Mayrink é fanática por livros, filmes, séries, música e lugares novos.  A internet é seu maior vício (ao lado de banana e chocolate, claro) e o "Alguém Viu Meus Óculos?" é seu xodó. Ela ama falar (muito) e contar pra todo mundo o que anda fazendo (taurina com ascendente em gêmeos, imagine a confusão!). Já morou em cidade pequena e em cidade grande, já conheceu gente muito famosa e outras não tanto assim (mas sempre com boas histórias). Já passou por alguns lugares incríveis, mas quando o dinheiro aperta ela viaja mesmo é na própria cabeça. Às vezes mais do que deveria, aliás.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram