“Projeto Flórida” e a realidade dos arredores da Disney


É comum termos um encantamento com a Disney. Eu particularmente nem tenho muito isso, mas acontece com frequência e ela está no imaginário das crianças, principalmente. Entretanto, como turistas, raramente vimos como vivem as pessoas que moram na cidade. Em “Projeto Flórida”, temos contato com as pessoas que moram nos arredores da Disney e não vivem no glamour que é idealizado. O sonho americano nem sempre é dourado.

O filme trata especificamente de Moonee e seus amigos e família, a sua vivência em comunidade. Moonee é uma menina linda de 6 anos, que tem a vida muito atribulada. Sem pai, leva a vida com a mãe, que tem muita dificuldade de arrumar emprego e manter a vida das duas. Pagar o aluguel do quarto onde vivem é o maior problema financeiro mostrado pelo filme. Busca alternativas, como vender perfumes nas portarias dos hotéis de luxo, mesmo sendo proibida pelos funcionários. Sem alternativas, ela acaba indo por um caminho meio perigoso para sustentar sua família.

Meio que “largada” pela vida, se criando pelas ruas e vivendo feliz, Moonee é uma criança atentada, agitada, uma explosão de infância. Ela costuma muitas vezes irritar os adultos por seu “mau-comportamento” mas também faz amigos assim. Por viver em uma região altamente turística, a menina e seus amigos vivem mexendo com os turistas, seja para fazer brincadeiras, seja para pedir dinheiro para comprar um sorvete.

Há ainda uma cena engraçada com turista brasileiros que, em lua-de-mel, confundem os nomes dos hotéis e acabam parando no Magic Castle, quando pensavam estar indo para o Magic Kingdom, parque dentro da Disney.

É interessante as sutilezas da vida na Flórida que o diretor implica nas cenas, como o fato de ser uma região muito quente, que é mostrado de forma discreta. Além disso, é marcante ainda a presença do espanhol nas conversas, por ser uma área próxima geográfica e historicamente do México e ser residência de muitos latinos, por exemplo.

O final é muito inesperado, tanto pelo ritmo do filme, quanto por seu conteúdo. A direção muda, com uma câmera mais rápida, trilha sonora completamente diferente da do resto do longa, bem fantasioso, enquanto todo o filme até aí havia sido bastante realista, aí esse contraste.

“Projeto Flórida”, estreou dia 01 de março e concorre a vários prêmios, sendo um deles o Oscar de melhor ator coadjuvante para Willem Dafoe, no papel de Bobby. Mas eu ainda daria um prêmio especial a Brooklynn Prince, a incrível e excelente Moonee, que tem apenas 7 anos! A lituana Bria Vinaite, que faz Halley, a mãe de Moonee, também merece atenção. A direção é de Sean Bake, de “Tangerine”.


#Filmeseséries

Posts em breve
Fique ligado...
Foto Sandro_2_edited.jpg

Manu Mayrink é fanática por livros, filmes, séries, música e lugares novos.  A internet é seu maior vício (ao lado de banana e chocolate, claro) e o "Alguém Viu Meus Óculos?" é seu xodó. Ela ama falar (muito) e contar pra todo mundo o que anda fazendo (taurina com ascendente em gêmeos, imagine a confusão!). Já morou em cidade pequena e em cidade grande, já conheceu gente muito famosa e outras não tanto assim (mas sempre com boas histórias). Já passou por alguns lugares incríveis, mas quando o dinheiro aperta ela viaja mesmo é na própria cabeça. Às vezes mais do que deveria, aliás.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram