O maniqueísta “12 Heróis”, com Chris Hemsworth


Em 11 de setembro de 2001, o mundo se chocou com as imagens de aviões colidindo contra os prédios das Torres Gêmeas em Nova York. Ainda hoje é comum as pessoas se lembrarem de onde estavam quando souberam da notícia. “12 Heróis”, que estreou na quinta-feira (15) fala sobre a operação americana no Afeganistão que aconteceu depois do atentado. Uma equipe é escalada para ir até o Iraque contra-atacar Bin Laden. O objetivo era destruir ou ao menos minimizar a Al Quaeda e o Talibã.

O início do filme destoa um pouco do resto da narrativa. Visando humanizar ao máximo os personagens, vemos os policiais no convívio de suas famílias. Eles se despedem de suas mulheres e filhos e parecem viver um conflito interno muito grande para poderem conseguir ir à guerra. Entretanto, o resto do filme todo mostra somente a equipe já no Afeganistão e as famílias são deixadas de lado, com algumas pouquíssimas entradas ao longo do longa. É clara a tentativa de humanização dos personagens ao mostrar suas famílias, mas, diante da minha já predisposição em discordar de muitas das atitudes americanas e da própria "guerra ao terror", dá uma falsa sensação de intimidade, que não funciona pra mim.

“12 Heróis” é um bom filme de ação, se não levarmos em conta todas as motivações políticas por trás da Guerra do Afeganistão. O filme faz questão de mostrar, por exemplo, a crueldade do Talibã, e como era necessário para estes “heróis” americanos acabar com eles. Bem maniqueísta e perigoso. Veja bem, não estamos defendendo terrorismo e atentados aos direitos humanos de qualquer parte, principalmente em relação às mulheres no Oriente Médio. É só uma reflexão necessária: na vida real, não é o bem contra o mal. Nunca é.

Apesar e além de tudo, há belas cenários das montanhas e cavernas do Afeganistão e o filme tem um bom ritmo, montagem e áudio. E tem ainda toda a beleza e boa atuação de Chris Hemsworth, que segura bem o personagem na medida do possível. “12 heróis” tem roteiro de Ted Tally e Peter Craig e é baseado no livro “Horse Soldiers”, do escritor Doug Staton.


#Filmeseséries

Posts em breve
Fique ligado...
Foto Sandro_2_edited.jpg

Manu Mayrink é fanática por livros, filmes, séries, música e lugares novos.  A internet é seu maior vício (ao lado de banana e chocolate, claro) e o "Alguém Viu Meus Óculos?" é seu xodó. Ela ama falar (muito) e contar pra todo mundo o que anda fazendo (taurina com ascendente em gêmeos, imagine a confusão!). Já morou em cidade pequena e em cidade grande, já conheceu gente muito famosa e outras não tanto assim (mas sempre com boas histórias). Já passou por alguns lugares incríveis, mas quando o dinheiro aperta ela viaja mesmo é na própria cabeça. Às vezes mais do que deveria, aliás.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram