I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

O tenso “Intruso”, com Eriberto Leão

31 Oct 2019

 

Filmado em 2007, apenas neste dia 31 de outubro de 2019 estreia “Intruso”, suspense brasileiro estrelado por Eriberto Leão. Rodado com apenas 10 mil reais em uma casa em Itaipava onde a equipe passou doze dias, o longa de Paulo Fontenelle ganha agora uma segunda chance com a distribuidora Pipa Produções, que busca ajudar a promover filmes menos renomados.

 

“Intruso” é bem amador, as imagens não são de qualidade excelente e há um problema de sincronização das dublagens, mas levando-se em conta que trata-se de um filme de 13 anos atrás, entende-se essa qualidade quase analógica, tão diferente do que é produzido hoje. A atriz Lu Grimaldi, que representa a mãe da família, afirma que é a máxima do “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”, de Glauber Rocha.

 

Mesmo assim, seu enredo permanece atual, já que trata da natureza humana. “Intruso” trata do caso de um homem que chega à casa de uma família, que, aparentemente está ciente do que está acontecendo e, por ter um “débito” nunca explicado ao público, precisa passar por aquilo. Enquanto este homem sem nome, representado por um jovem Eriberto Leão, está na casa como hóspede, a família não pode se comunicar,  sair da casa e nem mudar seus hábitos. O homem funciona como um juiz, que julga e condena cada eventual fuga às regras dos moradores da casa.

 

Entende-se que família viveu uma boa vida, só pensando em si por anos, e agora devem explicações. O mesmo estaria acontecendo em outras casas, com outras pessoas. O “intruso” está sempre rezando, lendo a Bíblia e é uma espécie de enviado de Deus (ou seria do diabo?). Os diálogos que alguns membros da família conseguem ter com ele são sempre bastante interessantes, ainda que inconclusivos. A câmera é nervosa e trêmula, o que a priori causa incômodo, mas, conforme vamos compreendendo as intenções do longa, ela se encaixa ao enredo.

 

 

“Filmamos com 10 mil reais, com todo o elenco e os profissionais envolvidos trabalhando porque se apaixonaram pelo roteiro. Todos se tornaram um pouco donos do projeto. A filmagem em si foi uma aventura, todos em prol de uma causa, reunidos numa casa, numa imersão total na história. Quando a produção foi realizada, o processo de finalização e copiagem para cinemas ainda era muito caro, mas com o advento da tecnologia e a digitalização das salas, o lançamento de ‘Intruso’ se tornou possível”, explica Fontenelle sobre a demora em sua estreia.

 

“Intruso” é um filme tenso, quase claustrofóbico, de tortura psicológica e que traz agonia ao espectador. Premiado na categoria Melhor Filme pelo Júri Popular no Rio Fantastik Film Festival em 2016, o longa também foi exibido no Festival do Rio (2009) e no Festin Lisboa (2017). Além de Eriberto Leão e Lu Grimaldi, estão no elenco Danton Mello, Juliana Knust, Genezio de Barros, Karla Muga (também responsável pela produção executiva), Charles Daves e Ingrid Clemente. Montagem e roteiro são também de Paulo Fontenelle.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Foto Sandro_2_edited.jpg

Manu Mayrink é fanática por livros, filmes, séries, música e lugares novos.  A internet é seu maior vício (ao lado de banana e chocolate, claro) e o "Alguém Viu Meus Óculos?" é seu xodó. Ela ama falar (muito) e contar pra todo mundo o que anda fazendo (taurina com ascendente em gêmeos, imagine a confusão!). Já morou em cidade pequena e em cidade grande, já conheceu gente muito famosa e outras não tanto assim (mas sempre com boas histórias). Já passou por alguns lugares incríveis, mas quando o dinheiro aperta ela viaja mesmo é na própria cabeça. Às vezes mais do que deveria, aliás.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram