I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

O divertido e bem brasileiro “Maria do Caritó”, com Lília Cabral

1 Nov 2019

 

Na pacata cidade de Úrsula, no interior do Brasil, Maria é uma mulher madura que todas as noites sonha em encontrar um amor para chamar de seu. Ela reza para Santo Antônio e faz simpatia procurando um marido, porém, sua virgindade foi prometida por seu pai a São Djalminha, ainda criança, em troca de sua saúde. Maria é noiva do santo e seu pai espanta qualquer homem que dela se aproxime.

 

Por ser virgem, a população acredita que Maria seja santa e realize milagres. Seu pai até vende o “elixir da virgem”, produzido com seu suor. A despeito do desejo de Maria, seu processo de canonização ganha corpo e é usado de forma eleitoreira e em busca de poder tanto pela igreja quanto pelo coronel da cidade.

 

O termo caritó se refere à prateleira que fica no alto, para guardar coisas que devem ser inalcançadas. Por isso, o nome “Maria do Caritó”, já que Maria fica esquecida na prateleira, sem que nenhum homem se aproxime, ainda que isso seja oposto ao seu desejo. Apesar de carola e “santa”, Maria é uma mulher espirituosa e muito engraçada, brilhantemente representada por Lília Cabral, que dá o tom do longa.

 

 

“Maria do Caritó” traz um agradável clima de interior, com belas imagens, músicas, linguagens e costumes que nos remetem às pacatas cidades do nosso interior. Porém, também critica a forma como a política e a religiosidade são poderosas nessas cidades pequenas, em geral, às custas da miséria do povo.

 

Faz algumas brincadeiras críticas, como a extinção da secretaria de cultura. Em uma cena no último ato, também podemos ver uma procissão de “homens de bem”, reunindo políticos, eclesiásticos e militares, donos da verdade e da pureza, que cultuam a santidade dessa mulher, mesmo sem ouvi-la, o que é um pouco crítico, mesmo que feito de forma rasa.

 

O longa é baseado em uma peça homônima, "escrita especialmente para o retorno da atriz Lilia Cabral ao teatro", como conta o escritor Newton Moreno. A comédia dramática ficou cinco anos em cartaz e com ela Lília ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Prêmio Contigo 2011. A direção de "Maria do Caritó" é de João Paulo Jabur, tem como produtor associado José Alvarenga Jr. e estreou no último dia 31 de outubro.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Foto Sandro_2_edited.jpg

Manu Mayrink é fanática por livros, filmes, séries, música e lugares novos.  A internet é seu maior vício (ao lado de banana e chocolate, claro) e o "Alguém Viu Meus Óculos?" é seu xodó. Ela ama falar (muito) e contar pra todo mundo o que anda fazendo (taurina com ascendente em gêmeos, imagine a confusão!). Já morou em cidade pequena e em cidade grande, já conheceu gente muito famosa e outras não tanto assim (mas sempre com boas histórias). Já passou por alguns lugares incríveis, mas quando o dinheiro aperta ela viaja mesmo é na própria cabeça. Às vezes mais do que deveria, aliás.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram