"A Golondrina", em cartaz no SESC Ginástico, traz à tona debate sobre homofobia e dor



Didático e de grande relevância, "A Golondrina", espetáculo em cartaz no SESC Ginástico (RJ), tem texto do barcelonês Guillem Clua e é inspirado principalmente no ataque terrorista homofóbico que aconteceu no Bar Pulse, em Orlando (EUA), em junho de 2016. Aqui, acompanhamos o encontro da dupla Ramón (Luciano Andrey), sobrevivente de um ataque praticado por homofóbicos em um bar gay, e Amélia (Tania Bondezan), uma severa professora de canto, que também tem sua história ligada a esse trágico evento.


A verdade é que as vidas dos dois personagens se cruzam de maneira muito direta e eles têm todos os motivos para se odiarem. Mas será que vale a pena? Como lidar diante de situações tão trágicas, carregadas de perdas por motivos aparentemente banais? O mais interessante de "A Golondrina" é que, seguindo nossos instintos, escolhemos logo um lado para nos posicionarmos, mas, com o decorrer da história, vemos como nem tudo é tão simples assim. A complexidade do ser humano é o que mais me emociona, me espanta e tantas vezes me apavora.


Ao mesmo tempo, o espetáculo tem uma importante função social diante da discussão sobre homofobia e aceitação da família. Pode parecer de certa forma até bem didática, mas tem o poder de deixar as coisas bem claras para quem ainda nega esta discussão, ou para quem ela nem exista.


E isso nos leva a outro ponto importante da vivência humana que muitas vezes deixamos de lado, mas que "A Golondrina" mostra ser essencial, principalmente quando estamos falando de afetos e relacionamentos com quem amamos: é importantíssimo que estejamos abertos para falar o que pensamos e ouvir o que o outro tem a dizer, mesmo que por vezes não concordemos. Precisamos conhecer com quem caminhamos, quem dizemos amar. Esse caminho precisa existir. Nada pior do que, anos mais tarde, descobrir que tudo que pensávamos não era real. muitas vezes sem chance de voltar atrás para consertar.


Segue aqui uma entrevista que a dupla Tania Bondezan e o produtor Odilon Wagner deram ao SPTV, quando a peça estava em cartaz na capital paulista: https://globoplay.globo.com/v/7573113/


Serviço

A Golondrina

Autor: Guillem Clua

Tradução: Tania Bondezan

Direção: Gabriel Fontes Paiva

Elenco: Tania Bondezan e Luciano Andrey

Teatro Sesc Ginástico

Endereço: Av. Graça Aranha, 187, Centro, Rio de Janeiro.

Telefone: (21) 2279-4027

Temporada: 16 de janeiro a 16 de fevereiro de 2020.

Quintas, sextas e sábados, às 19h, e domingos, às 17h.

Ingressos: R$ 30 (inteira), R$15 (meia-entrada) e R$ 7,50 (habilitado Sesc)

Doação de 1kg de alimento garante 50% de desconto em todas as categorias.

Capacidade: 500 lugares

Duração: 90 minutos

Classificação: 14 anos

Atendimento à Imprensa: Ney Motta

Posts em breve
Fique ligado...
Foto Sandro_2_edited.jpg

Manu Mayrink é fanática por livros, filmes, séries, música e lugares novos.  A internet é seu maior vício (ao lado de banana e chocolate, claro) e o "Alguém Viu Meus Óculos?" é seu xodó. Ela ama falar (muito) e contar pra todo mundo o que anda fazendo (taurina com ascendente em gêmeos, imagine a confusão!). Já morou em cidade pequena e em cidade grande, já conheceu gente muito famosa e outras não tanto assim (mas sempre com boas histórias). Já passou por alguns lugares incríveis, mas quando o dinheiro aperta ela viaja mesmo é na própria cabeça. Às vezes mais do que deveria, aliás.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram