O suspense na neve de "Terra Selvagem"


Eis um filme que demorei para digerir. As porradas que levei foram fortes. “Terra Selvagem” se passa em uma região montanhosa e nevada, em uma Área de Preservação Indígena Americana, onde a misteriosa morte de uma jovem de 18 anos, de origem indígena, é alvo de investigação. Uma agente do FBI, Jane Banner, é enviada de Las Vegas para trabalhar com os policiais locais. Jane é representada por Elizabeth Olsen, irmã mais nova das gêmeas Olsen.

O caso ainda tem a ajuda de Cory (Jeremy Renner, de “A Chegada”), um caçador de predadores que tem uma motivação especial para colaborar com essa investigação: sua filha também morreu ainda adolescente e ele ainda não conseguiu superar. Para piorar, Emily, sua filha, era melhor amiga de Natalie, a nova jovem desaparecida.

Com o título original de “Wind River”, o longa é inspirado em fatos reais. Wind River é também o nome do lugar onde Emily foi encontrada, no estado de Wyoming. O filme me tocou muito, principalmente por relembrar sobre como homens podem ser extremamente covardes e nojentos. O diretor não poupa os espectadores de cenas fortes, acredito que exatamente para causar o impacto que me causou.

O longa faz um protesto, ao informar que não há estatística de desaparecidos para os nativos americanos, indicando a indiferença do governo com essa parcela da população. O roteiro e a direção são de Taylor Sheridan, que faz sua estreia como diretor, depois de fazer os roteiros de "Sicario: Terra de Ninguém" e "A Qualquer Custo". “No nível mais pessoal, é o estudo de como um homem passa por uma tragédia sem nem a superar. No geral, é um estudo sobre as consequências de forçar as pessoas a viver em uma terra na qual elas não deveriam viver”, declarou Taylor.

Os cenários são belíssimos, com muito branco e verde da neve e das florestas. Esta mesma paisagem se torna ainda um importante personagem da trama. “É um lugar brutal, onde o relevo é um antagonista. É um lugar onde o vício e os assassinatos matam mais que o câncer, e o estupro é considerado um rito de passagem para garotas prestes a se tornarem mulheres. É um lugar onde a força da lei dá passagem para a força da natureza”, explica o diretor. “Terra selvagem” estreia na próxima quinta-feira, 2 de novembro.

#Filmeseséries

Posts em breve
Fique ligado...
Foto Sandro_2_edited.jpg

Manu Mayrink é fanática por livros, filmes, séries, música e lugares novos.  A internet é seu maior vício (ao lado de banana e chocolate, claro) e o "Alguém Viu Meus Óculos?" é seu xodó. Ela ama falar (muito) e contar pra todo mundo o que anda fazendo (taurina com ascendente em gêmeos, imagine a confusão!). Já morou em cidade pequena e em cidade grande, já conheceu gente muito famosa e outras não tanto assim (mas sempre com boas histórias). Já passou por alguns lugares incríveis, mas quando o dinheiro aperta ela viaja mesmo é na própria cabeça. Às vezes mais do que deveria, aliás.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram