“Contos Negreiros do Brasil” desmistifica a democracia racial


Depois de passar por São Paulo e também pelo Rio desde 2017, está agora em cartaz até o dia 01 de junho o espetáculo “Contos Negreiros do Brasil”, no Centro Cultural João Nogueira, o Imperator, no Méier. O espetáculo, recheado de dados, explica como o racismo funciona como uma estrutura de poder na sociedade brasileira. O ator, diretor, dramaturgo, produtor, filósofo (e ex-BBB) Rodrigo França apresenta todos os números enquanto os atores Marcelo Dias, Aline Borges e Valéria Monã representam personagens que exemplificam o racismo em diversas situações e momentos da vida.

Entre uma cena e outra, o público assiste a imagens projetadas em um telão com vídeos, imagens e áudios de casos reais. Ao final do espetáculo, os atores contam suas histórias de forma lúdica, com imagens da família. Especialmente no dia que eu fui, estavam presentes a mãe do Rodrigo e a filha da Aline, o que deixou tudo mais emocionante. Havia ainda muitos negros na plateia, o que, infelizmente, ainda é incomum nos espaços culturais e isso é ressaltado na peça.

Vivemos um momento particularmente difícil para as minorias, não só no Brasil, mas em grande parte do mundo. O movimento negro em especial tem sido muito agredido nas últimas semana e o espetáculo busca reagir a isso. Muitas frases são muito recentes, o que mostra que o roteiro muda constantemente, assim como as imagens projetadas, acompanhando os acontecimentos.

O roteiro talvez seja um pouco simples, com pouca novidade para quem está relativamente familiarizado com o tema. Mas é uma excelente compilação de dados que busca mostrar como o racismo não é um mero preconceito, mas como é fundamental para a estrutura de sociedade que temos, desconstruindo o mito de democracia racial. Enquanto certas violências continuarem acontecendo, é importante e necessário que espetáculos como esses e essas discussões continuem ganhando cada vez mais espaço.

A peça é uma adaptação da obra de Marcelino Freire e a direção é de Fernando Philbert. Nas apresentações de sexta-feira são ainda convidados alguns especialistas em determinadas áreas para um bate-papo ao final do espetáculo.

Serviço:

“Contos Negreiros do Brasil”

Imperator - Centro Cultural João Nogueira (Rua Dias da Cruz, 170, Méier)

Horário: sexta e sábado às 20h, domingo às 19h

Preço: a partir de R$25 (meia)

Classificação: 14 anos

#teatro

Posts em breve
Fique ligado...
Foto Sandro_2_edited.jpg

Manu Mayrink é fanática por livros, filmes, séries, música e lugares novos.  A internet é seu maior vício (ao lado de banana e chocolate, claro) e o "Alguém Viu Meus Óculos?" é seu xodó. Ela ama falar (muito) e contar pra todo mundo o que anda fazendo (taurina com ascendente em gêmeos, imagine a confusão!). Já morou em cidade pequena e em cidade grande, já conheceu gente muito famosa e outras não tanto assim (mas sempre com boas histórias). Já passou por alguns lugares incríveis, mas quando o dinheiro aperta ela viaja mesmo é na própria cabeça. Às vezes mais do que deveria, aliás.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram